Um mergulho no mar de Arraial do Cabo

A cidade de Arraial do Cabo, Rio de Janeiro, oferece as mais variadas opções para a prática do mergulho.

Arraial do Cabo é uma das mais belas cidades do litoral da Região dos Lagos. Com dunas, lagoas, restingas, costões, praias e ilhas paradisíacas, o município oferece as melhores opções de mergulho.  Toda essa natureza, junto com o jeito simples de seu povo, sua arquitetura e tamanho de cidade do interior, fazem de Arraial do Cabo uma cidade única. E um dos seus maiores tesouros está no fundo do mar, por isso é conhecida como a Capital do Mergulho.
Arraial do Cabo tem o clima quente e úmido, que varia entre 17° e 23° no inverno. O mar de Arraial tem uma temperatura média de 12 a 26ºC provocada pelo fenômeno da Ressurgência (correntes de águas frias vindas das Ilhas Malvinas ricas em nutrientes que são a base da cadeia alimentar e por conta deste fenômeno, o fundo do mar de Arraial do Cabo possui uma diversidade de espécies marinhas).
A cidade é um dos melhores points do Brasil para a prática do mergulho e oferece as mais variadas opções de mergulho, por isso é uma das áreas do turismo que mais cresce no município.
Diariamente, turistas de várias cidades do país e do exterior mergulham nas águas cristalinas de Arraial. Segundo informações da Associação das Operadores de Mergulho treze empresas atuam neste seguimento em Arraial do Cabo. As operadoras oferecem os mais variados cursos, entre eles o Batismo, que é um programa de iniciação no mundo subaquático, seguindo todas as regras de segurança.

Locais de mergulho

Para quem gosta de um mergulho tranquilo, em locais mais rasos e abrigados, o lado de dentro da Ilha dos Porcos é uma boa opção. Com águas tranquilas, vida marinha exuberante e profundidade máxima de 18 metros, a Ilha é considerada um dos melhores locais para tomada de imagens; O Saco do Cherne localizado no continente tem águas quentes e calmas, com profundidade de até 20m; Outra boa opção é Saco do Anequim, onde está concentrada a maior colônia de gorgônias da região, formando uma verdadeira floresta submarina, habitada por variadas espécies de peixes e arraias pintadas.
Já os mergulhadores mais experientes podem experimentar uma descida na Enseada do Oratório. Um local desabrigado do vento, mar agitado e águas frias, que chega a até 50m de profundidade. Estes fatores adversos tornaram o Oratório pouco frequentado, o que garante um ambiente inexplorado e preservado. Outro bom local de mergulho é o lado de fora da Ilha dos Porcos, que chega a até 45m de profundidade, sendo o fundo composto de formações rochosas e tocas, habitadas por peixes de grande porte.
Na Ilha dos Franceses a profundidade chega a 45 metros e o fundo é composto de grandes rochas espalhadas pela areia. Pesquisadores da marinha vêm realizando estudos com o mangangá, que chegam a pesar até 5 quilos neste local. Outras espécies de grande porte também são facilmente avistadas.
A famosa Gruta Azul é visitada por centenas de turistas que optam em passear de barco na cidade. Mas o que eles não podem ver é o espetáculo debaixo d’água. A gruta tem 15 metros de profundidade, o percurso para exploração começa por um trecho de 18 metros até chegar a uma chaminé que vai até a superfície. O local é um pouco pobre de vida marinha, mas o efeito de luzes é impressionante, que provoca um fenômeno azulado, daí o nome Gruta Azul. O melhor horário para mergulhar é próximo ao meio dia, para obter melhor iluminação da chaminé.
Perto dali, em direção a Ponta do Focinho, encontra-se o Buraco da Camarinha formado por um enorme salão de fácil acesso pela superfície, onde existe uma fenda que vai até o fundo – a 30 metros – que dá passagem para mar aberto. A melhor hora para mergulhar neste local é no final da tarde.
E para quem gosta de naufrágios Arraial do Cabo é o lugar. Várias embarcações foram a pique nos costões da região, possibilitando um leque variado de opções de mergulho. O mais famoso de todos é o Thetis, que naufragou em 1830, no Saco dos Ingleses, levando junto uma valiosa carga. O navio era comandado por Thomas Dickinson e levava a bordo aproximadamente US$ 810,000.00 em ouro, jóias e pedras preciosas e 80% dessa carga foi recuperada, mas o resto ainda se encontra no local esperando algum aventureiro disposto a gastar tempo e dinheiro na empreitada. O Thetis está a 25 metros de profundidade, cercado de uma lindíssima flora de cor vermelha, habitada por Arraias Jamanta e Tubarões Martelo. Ainda dá para ver alguns canhões e peças do navio.
Outro naufrágio da mesma época é a fragata Dona Paula, cujo naufrágio aconteceu em 1827, quando perseguia outra embarcação. Seus destroços estão na Ilha dos Franceses, na Praia Grande, em profundidades que vão de 5 a 25 metros. O barco está totalmente desmantelado, mas ainda é possível ver seus canhões e as três âncoras, ainda em bom estado. Outro navio, o Teixeirinha, é do começo deste século. Afundou na Ponta da Jararaca em 1923, quando rebocava outro barco. Está totalmente destruído e fica em profundidades entre 6 e 23 metros, uma variada vida marinha floresceu entre os seus destroços, formando um lindo e colorido visual.
Alguns naufrágios são bem mais recentes, como o caso do Harlingen, que foi ao fundo em 1971, após se chocar contra o costão do Pontal do Atalaia. Está um pouco destruído, a uma profundidade de 18 a 25 metros. Ainda dá para ver a grande hélice, praticamente intacta. E o mais recente de todos é o Tunamar, que afundou em 1994, próximo à Ponta do Focinho. O barco está inteiro e a 65 metros de profundidade, sendo necessário um mergulho técnico de grande planejamento.

Como chegar:

Acesso: BR-101, RJ -124 e RJ -126.

Informações diversas:

População: 35.000 habitantes.
Clima: Tropical, temperatura média de 23 °C.
Temperatura da Água: Normalmente fria, caindo muito em alguns locais durante as ressurgências.
Infraestrutura de Turismo: Bons hotéis, pousadas, variada opção de alimentação
Infraestrutura de Mergulho: Várias operadoras atendem a região, promovendo saídas e aluguel de equipamento.

Operadoras de mergulho:

Centro
Arraial Sub Diving Cente – Rua Leonel de Moura Brizola – tel.: (22) 2622-1945
Marcel Sub - Rua Leonel de Moura Brizola – tel.: (22) 2622-2828
Diving Arraial - Rua Leonel de Moura Brizola – tel.: (22) 2622-4169 / 1164
Seaquest Sub - Rua Leonel de Moura Brizola – tel.: (22) 2622-2334

Praia Grande
Deep Trip - Av.Getúlio Vargas, 93 - tel.: (22) 2622-1800
Sand Mar – Rua Epitácio Pessoa, 21 / L-02 – tel.: (22) 2622-5703  

Praia dos Anjos
Tubarão Rio - Av. Luís Correa, 03 – tel.: (22) 2622-6854
PL Divers – Nilo Peçanha, 57 – tel.: (22) 2622-1033



Deixe seu comentário!